Madrinha 

E eis que pela terceira vez, fui madrinha “virtual”de um casamento e não pude estar lá pessoalmente. E doeu. Muito. Passei meses a planejar tudo. Já ninguém no trabalho me aguentava ouvir falar dos dois casamentos a que eu ia. Estava realmente orgulhosa e feliz pelo convite. Foi a primeira coisa em que pensei quando percebi a gravidade do pé partido. Será que dá tempo para conseguir ir? Toda a gente me disse, desde o início que não ia dar. O meu cor de rosa falou mais alto. Não. Eu ia conseguir. À medida que os dias iam passando, as dores permaneciam, e a cicatriz deu problemas… acabei por pensar que não iria concretizar o meu sonho de acompanhar as minhas noivas e de viver com elas o dia mágico. Bateu com força quando tive de olhar de frente para a situação e perceber que a minha força cor de rosa não tinha sido suficiente. Assisti via vídeo aos dois casamentos. Estive de coração e alma nos dois dias. Conectada a elas e aos maridos. Ao dia de cada dupla. E eles foram uns amores a congelar bolo de casamento para mim. Quando comer, vou sentir-me um bocadinho mais próxima daqueles dias 15 e 22 de Outubro. Obrigada, noivas que eu amo de 💗.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Facebook

Outubro 2016
M T W T F S S
« Set   Nov »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
%d bloggers like this: