Silêncios & Gritos

Não sou mulher de silêncios. O silêncio, não confortável, faz-me confusão. Há poucas pessoas com quem conseguimos, por norma, ter silêncios bons e serenos. Trnho, felizmente, algumas pessoas do meu Mundo de Afectos com quem o consigo fazer. 

Gosto de falar no trabalho. De comentar o que se passa. De brincar no meio do caos que alguns dias são. Trabalhamos muito na base de um computador e muitos mails. O contacto com os colegas torna-se, assim, importante para mim.

Gosto de falar com as minhas crianças. Saber daqueles “segredos” que eles me confidenciam. Rir-me das tiradas de que não estou à espera. Dizem tudo o que pensam e sentem. E como eu adoro a inocência e alegria deles. 

Gosto de estar às horas ao telefone a falar com a minha irmã C. Temos pouco tempo, uma e outra, para o fazer. Quando conseguimos, é uma das coisas que mais gosto de fazer. Pular de assunto em assunto. Falar de tudo e nada. Como se não houvesse amanhã. 

Gostaria de falar com pessoas com quem não consigo. E quando não consigo e acumulo silêncios, um “grito” é o que apetece dar. Pode ser que aí, os meus sonhos passem a ser menos agitados e o sono mais retemperador.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Facebook

Agosto 2016
M T W T F S S
« Jul   Set »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
%d bloggers like this: