Sentimentos

Ontem foi o aniversário da minha mãe. Houve jantar. E eu achei delicioso observar o meu sobrinho mais velho num claro encantamento com uma adolescente da idade dele. Os olhares. As conversas. Os sorrisos cúmplices. E, pela primeira vez no meu olhar de tia babada, vi que realmente o meu “bebé” cresceu. Sem qualquer ponta de infantilidade. Com um ar de adolescente que quer impressionar e mostrar que merece o olhar de encanto dos olhos azuis do outro lado. Não nego que fiquei de sorriso aberto ao reconhecer o mesmo que todos fizemos e sentimos. Ou até fazemos e sentimos. Com 14, 20, 40 ou até 70 ou mais. Não há idade para encantamentos, amizades, paixões ou amores. Efeméros. Duradouros. Mais importante que isso, há sentimentos. Que existem desde que nascemos até “virarmos estrelas”. :D

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Facebook

Julho 2016
M T W T F S S
« Jun   Ago »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
%d bloggers like this: