Desilusão

image

Desiludida. Muito desiludida. Fugir para um local longínquo é algo que não vou fazer. Não posso e sei que não o faria. Talvez parar por uns dias fosse positivo mas não é possível. Ontem desiludi-me com a raça humana. Mais uma vez.

Ontem começou uma campanha na loja. Em vez de entrar às três, fui às onze e meia. Porque imaginava que estava lá o caos instalado. E estava. Umas cinquenta pessoas à porta. O site não estava a funcionar de forma célere e isso não ajudou. Consegui parar às quatro para comer um iogurte grego e um pão de leite. Com tanta agitação, a cabeça esteve tudo menos quieta e as vertigens voltaram em força. Não consegui parar para jantar e às dez e um quarto da noite comecei a ver tudo branco e a ter uma vertigem grande. Ainda me consegui sentar mas perdi os sentidos. Por muito pouco tempo. Comi alguma coisa. Bebi e sentei-me de novo. Os clientes que se sentaram notaram que não estava bem e foram uns queridos. Ofereçam-se para ir comigo à praça da alimentação. Preocupados. O cliente que a minha colega estava a atender continuou imperturbável a fazer perguntas. A D. olhava para mim em pânico e preocupada. Como eu vi que para o senhor ter uma pessoa que tinha acabado de desmaiar ao lado era igual ao litro, só disse “atende o senhor que eu já estou melhor”. E senti-me tão triste por haver gente assim no Mundo. Pessoas que são capazes de terem atitudes destas. :(

Durante a noite mais dois casais de coração de pedra. A minha colega tem a placa de “estagiária” no pólo que veste. Teve algumas dúvidas no processo e eu pedia desculpa aos que estava a atender, e interrompia para ajudar. Foram arrogantes com ela o tempo todo. Eu tinha a loja cheia e, para ela não interromper o atendimento, andei feita barata tonta a atender telefones que não paravam um segundo. E eles com cara fechada e sempre a implicar com a miúda. Estas pessoas devem ter nascido ensinadas. Devem ter entrado nos empregos que têm sem dúvidas. Só pode. Graças a Deus que, do meu lado,  tive pessoas que aceitaram ser interrompidas dez vezes e diziam “ajude, ajude” com um sorriso.

Definitivamente há pessoas muito boas e pessoas que não valem nada. E essas fazem com que hoje me sinta desiludida. Sei que elas existem. Sempre soube. Esqueço-me é, com frequência, que são capazes deste tipo de coisas. Tão pouco cor de rosa. :( ♡

1 Comentário (+add yours?)

  1. miadosantos1
    Maio 28, 2014 @ 14:57:14

    é o chamado “mundo cão”. vale haver gente boa ainda por aí ao nosso lado!

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Facebook

Maio 2014
M T W T F S S
« Abr   Jun »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
%d bloggers like this: