Magoada

image

Acho que é assim que eu estou. Foram dias de uma miscelânea de sentimentos. Momentos de ternura doces como o mel, como os passados com o meu sobrinho A. que me encheu o coração com tanto carinho, amor e dedicação.  Momentos amargos que ainda não entendi e que ainda os tornam mais difíceis de suportar, mas que vou tratar de entender. Momentos de sorrisos abertos e felicidade, ao conhecer locais paradisíacos com pessoas que eu amo. O mesmo sentimento ao viver mais uma Páscoa em família. Momentos de irritação e tolerância baixa a atitudes ingratas e já repetidas. Sinto-me triste quando, apesar de já ter acontecido, me continuar a empenhar para receber um comportamento diferente quer- ainda – não chegou.

Acho que, demasiadas vezes, deveria receber mais do que recebo. A culpa só pode ser minha. Sei que é da minha natureza dar. Sei que é da minha natureza mandar uma mensagem quando alguém do meu mundo está triste. Deixar um mimo em cima da secretária de alguém com quem trabalho. Comprar um presente para um sobrinho porque é aquilo que ele mais quer no Mundo. Sem pensar em mim. Na minha conta bancária. Na tristeza que posso estar a sentir mas que ponho de lado para animar o outro.Por vezes só desejava que o fizessem mais vezes comigo.

Provavelmente, e apesar de hoje estar decidida a pensar mais em mim… vou continuar a fazer o mesmo. Não sei. Sei que ter ficado doente no último dia das mini férias também não ajuda nada a não estar – como gostaria – com uma disposição igual à que estava há quatro dias atrás.

Se me arrependo de alguma das atitudes que tomei acima? Nâo. Se acho que poderia receber mais do género? Sim. Sorrisos e silêncios magoados. Sol e sombras. Mais um desabafo neste meu cantinho. ♥

Amanhã espero que o silêncio já cá não esteja. ♥

Anúncios

4 comentários (+add yours?)

  1. Alexandra Pacheco
    Abr 22, 2014 @ 02:57:23

    Conheço bem demais esses sentimentos, e compreendo tão bem…
    Fazemos porque nos dá alegria dar aos outros, mais do que a nós mesmos, mas às vezes… xiça!… quando é a nossa vez? Será que ninguém repara que gostariamos de um bocadinho de mimo e atenção só porque sim?
    Humpf… espero que passe essa tristeza, amanhã é um novo dia. Beijinho menina

    Responder

  2. Sol
    Abr 23, 2014 @ 23:57:56

    Ainda hoje me vi a comentar com a minha mãe e nem foi em jeito de queixa, mas disse-o; “eu acho que nasci para ajudar os outros porque no meu caminho aparece sempre alguém que precisa e frequentemente meto a minha viola no saco e ajudo a tocar a do outro”..
    Mas sei que mesmo uns dias mais cansada que outros não vou conseguir deixar de o fazer. Beijinhos.

    Responder

    • alicecastelejo
      Abr 24, 2014 @ 00:29:11

      É mesmo essa a sensação. Colocar as nossas tristezas e mágoas em segundo plano, porque alguém que amamos precisa de nós. Ser o pilar é, por vezes, cansativo. E apetece gritar “eu preciso de colo também”. Beijinho. ♥

      Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Facebook

Abril 2014
S T Q Q S S D
« Mar   Maio »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  
%d bloggers like this: