Alma Cheia

image

Os bilhetes para o concerto de hoje foram-me oferecidos pelo maridão há uns dois meses. Estava ansiosa que a Ana Moura viesse cantar ao Porto ou arredores, depois de uma tournée gigante por montes de países e cidades de Portugal. Hoje foi a noite num concerto a dois. Estava curiosa. Não conhecia praticamente nada de António Zambujo. Tinha-o ouvido no concerto do Miguel Araújo – que eu adoro – no ano passado, e gostei muito do timbre dele.

Regressando ao concerto de duas horas de hoje. Vim de alma cheia. A primeira música cantaram em dueto. Depois foram dividindo os temas, à vez, por participações individuais e entrecalando com mais duetos. Reforcei o gosto pelo timbre de voz do Zambujo e pelos temas que não conhecia. Senti-me uma extra terrestre quando um Coliseu inteiro cantou o “Lambreta” e eu sem conhecer a música. Shame on me. :) Momento lindo com isqueiros acesos – a pedido do cantor – e três mil vozes a cantaram a letra em
uníssono.

A minha Ana Moura. Adoro.  Adoro. Adoro. Para mim estava a noite inteira a ouvi-la. Tem uma voz fabulosa. Só comparável a uma Sónia Tavares, num registo completamente diferente. Cantou, para minha alegria, os meus temas preferidos do álbum “Desfado”. Perfeita. ♥

As curiosidades. O Miguel Araújo estava na assistência e foi aclamado de forma entusiasta pelo público do Coliseu mal o Zambujo o “denunciou”. De sorriso aberto delirou com o concerto dos amigos tanto quanto nós. No final tive vergonha de ir pedir para tirar uma foto com ele. Teria sido a cereja no cimo do bolo.

O António Zambujo é castiço,  simpático,  brincalhão e cheio de saídas com piada. Ri-me com vontade e a cumplicidade entre os dois cantores é evidente. Até morna dançaram. Um show.

Continuo na minha firme opinião que viagens, escapadas de fins de semana, saídas para comer “tripa” à Costa Nova e concertos nos enchem a alma. Fazem-nos felizes. Fazem-nos esquecer, por algumas horas, problemas de saúde,  dinheiro ou trabalho. Como o maridão dizia antes do concerto “não vamos deixar de viver” por estarmos numa  fase mais complicada de dinheiro. E é assim que me sinto. Viva. Feliz. Obrigada,  Ana Moura e António Zambujo, por uma noite memorável. ♥

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Facebook

%d bloggers like this: