2013

20121231-132706.jpg

Não foi por acaso que escolhi uma imagem com corações. Desejo a todos um ano de 2013 com o coração repleto de felicidade. Que a maioria dos 365 dias sejam dias felizes. E vou tentar colocar em pratica a sugestão de uma amiga, dada no facebook. Colocar numa caixa bonita, o que não é difícil para quem tem uma Setes à mão, um papel com o que de bom teve cada dia deste novo ano. Feliz 2013! ❤❤❤❤

Vestido

20121230-172720.jpg

Gostei muito do vestido! ❤ E a ela, com aquele tom de pele, fica lindo! ❤

Yasmin

20121230-171431.jpg

Tomo a pílula há décadas. Deixei de a tomar há dois meses. Ando com demasiados comprimidos obrigatórios para tomar e decidi parar com este. Sempre é menos uma “droga” no organismo. Surpreendentemente as dores menstruais não aumentaram e, esta é a boa noticia, o TPM parece que desapareceu. Não me sinto irritada e com vontade de bater no mundo na semana critica. E isso anda-me a saber muito bem. Será coincidência? Não sei. Comigo, e até ver, o TPM fugiu para parte incerta. :)

Montanhas

20121230-123748.jpg

Vamos lá ver escadas em vez de montanhas! :)

Amor é…

20121230-013547.jpg

Ainda hoje me aconteceu isto. O meu amor estava zangado comigo mas teve o cuidado de me proteger do pó por causa da asma. Amor é isso. A propósito, a zanga já passou. Em dezassete anos é para aí a quarta. :) e sempre me disseram… Nunca vão dormir zangados. E nós cumprimos. :)

Engano

20121229-220226.jpg

A minha mãe tem por hábito disfarçar as prendas de Natal. Embrulha os presentes em caixas para que ninguém descubra o que é ao “apalpar”. Este ano não foi excepção. Quem abriu as dela tinha roupa dentro de caixas de sapatos e coisas do mesmo género. A certa altura, chega a da minha mãe para a minha mana C. Ela abre e vê uma caixa de uma balança de cozinha. Desatamos todos a rir. A minha irmã odeia cozinhar. E diz a minha mãe: “olha que é mesmo”. E nós: “sim, e tu julgas que nos enganas”. E não é que era mesmo uma balança? Ainda não percebemos a ideia da minha mãe e a minha irmã não me acredito que a vá utilizar muito! :)

Reflexão

20121228-201723.jpg

E cá estamos nós a três dias do fim do ano. Olhando para trás e, inevitavelmente, o que salta à minha memória é a quantidade de doenças que me assaltaram. Como diz o meu querido cunhado foi o ano ” horribilis” a nível da saúde.

A nível pessoal dois sobrinhos novos vieram enriquecer o meu universo de afectos. O pequeno S., com os seus quatro aninhos e com um sorriso de aquecer qualquer coração, veio trazer à minha vida um manancial de emoções. Chorei mal o vi na primeira foto que nos chegou, emociono-me com cada gesto de carinho e rio à gargalhada nas brincadeiras com ele. Foi, sem sombra de duvida, um dos pontos altos deste ano.

A M., a segunda sobrinha a chegar, resolver nascer mais cedo e brindou-nos com os seus 43 cm de gente no primeiro dia de Dezembro. Fui conhece-la uma semana depois e apaixonei-me pela bebé linda e de nariz arrebitado. Dá uns sorrisos abertos que me derretem e amei cada segundo que passei com ela. Estando a 350 km de distância, cada dia a saudade aumenta e a vontade de a ver, ter ao colo e dar mimos, quase que dói. Vamos ver quantas vezes vou conseguir ir a Lisboa ver a minha pequenita. Outro ponto alto do ano.

Chego ao fim do ano com a consciência de que as crianças da minha vida, e são muitas, conseguem fazer com que quase todo o cinzento de um ano que não foi fácil, desapareçam. São muito do cor-de-rosa da minha existência.

Houve, também, alturas em que me revoltei. Em que achei que já era demais. Chorei. Desabei. E tive sempre o maridão do meu lado. Foi incansável nos quatro meses em que estive em casa. E continua incansável em cada crise de asma que me impossibilita de fazer as coisas de forma normal. É, e isso eu já sabia, um companheiro fabuloso e que merece todo o meu amor e carinho. Sei que estar nos bons e maus momentos fazem parte dos votos de um casamento, mas um gigante “obrigada” por um apoio incondicional é mais do que merecido. Amor da minha vida, sem ti, este ano teria sido bem mais complicado e difícil de aguentar.

Os amigos e família foram também um apoio fundamental. Nunca imaginei que tanto gente se abalasse com o meu acidente neurológico. Fui inundada de carinho e isso ajudou imenso a aguentar os meses seguintes e as dificuldades inerentes. Obrigada a todos. Sinto que o tempo voou e sinto falta de organizar jantares, lanches e convívios. Tenho, no entanto, consciência de que o meu corpo teve – e ainda tem – muito para recuperar. E eu tive que o ouvir. Cheguei a não poder estar a apoiar amigos em fases difíceis mas tive que me proteger. Dói querer estar e não poder. Muito. Os amigos, e por isso são amigos, entendem e sabem quando estamos com eles. Mesmo que seja “só” em pensamento e de coração.

Não perdi ninguém. Desiludi-me com avós que não querem conhecer netas por puro orgulho. Conheci gente que adorei desde o inicio e que tenho todo o prazer de ter como família. Tenho uma equipa de trabalho que adoro e que admiro. Continuo a ter trabalho e a receber por ele. Aproximei-me de pessoas de quem estava mais afastada. Ganhei amigos “virtuais” e que adoro. Tive a visita da minha “irmã” brasileira e que teve o dom de fazer maravilhas no corpo e alma. Tenho o meu clã familiar com quem mantenho um contacto diário e que adoro. E tenho a minha família alargada de amigos que, ao fim de 25 anos de convívio, são irmãos e sobrinhos de coração.

Concluindo e, depois deste texto enorme, sou feliz. Este ano ensinou-me que a saúde é muito importante. Ensinou-me a viver melhor. Ensinou-me a relativizar. Adoro o meu trabalho mas já não stresso se um cliente diz que vem escrever no livro de reclamações porque as cortinas eram vermelhas em vez de azuis. Aprendi a apreciar ainda mais cada visita aos meus amigos. Cada abraço apertado de um sobrinho. Cada momento mágico em que conto uma história ao R. ou à S. A vida é isso. Tem que ser valorizada nestes momentos que nos fazem felizes. Em que nos sentimos em paz. Connosco e com o mundo.

Que 2013 me traga mais saúde e me mantenha o meu mundo de afectos ao meu lado. Não peço mais nada. :)

Uriage

20121228-004927.jpg

Sabem aqueles produtos que, às vezes, estão em promoção nas farmácias e que nos chamam a atenção? Bom. Este foi um deles. Agora é raro o dia em que não me maquilho e tirava o rimel e afins com toalhetes do continente ou da primak. Funcionavam. É um facto. De vez em quando quase tirava um olho para que saísse tudo. :) Com esta água sai tudo com uma facilidade fabulosa e, depois de limpar a cara com a água da Uriage, ponho o creme de cara e… voilá! Cama comigo. Adorei o produto. Não sei se vou conseguir compra-lo de novo quando este acabar, mas uma coisa é verdade: o que é bom custa dinheiro mas resulta. :)

Entrelaçados

20121227-200950.jpg

O filme “Entrelaçados” deu na televisão no dia 24 à noite. Basicamente vi o inicio, o fim e a cena da imagem. Lindíssima. Milhares de balões a brilhar na noite. Fiquei com vontade de ver o resto. :)

Black Angel

20121226-213526.jpg

Rescaldo

20121226-195731.jpg

Foi dos Natais mais tranquilos de que há memória. Há dois anos a noite de Natal foi para esquecer. Ficamos todos com os nervos em frangalhos e acabei a noite em prantos. No ano passado a noite correu muito bem e o dia 25 já foi mais complicado. Este ano ambos os dias correram mesmo bem.

Éramos só seis a jantar. Conversa boa e, após o jantar, fomos vendo o filme “Entrelaçados” enquanto havia brincadeira e se comia aletria, rabanadas e afins. Este ano, para mim, foi o ano da aletria. Praticamente só comi aletria e duas rabanadas. O Bolo Rei nem lhe toquei. Com a chegada da minha mana R., do meu cunhado e da minha sobrinha S., foi a altura da entrega das prendas. Mais comedidas que nos anos transactos mas, curiosamente, tudo lindo e toda a gente adorou o que recebeu.

No dia 25 almoçamos cinco um delicioso cabrito e jantamos a nove o farrapo velho. De tarde jogamos Party, que origina sempre boas gargalhadas. Ainda deu para contar histórias aos meus sobrinhos. Ao R. antes de ir dormir na segunda e aos dois na terça antes de regressarmos.

Tudo em paz. O mais importante de tudo.

Feliz Natal

20121224-131202.jpg

Imagem

Desejo de Natal

20121224-003649.jpg

Acima de qualquer coisa, o meu desejo de Natal é que cada uma das minhas crianças se sinta protegida, amada, acarinhada e em segurança. Sinta que o seu mundo se encontra ali. Era muito bom que fosse, para todos, um dia para nos sentirmos em Paz. Em união. Em família. Os problemas, que todos temos, continuam no dia 26. E vão lá estar nos dias 24 e 25. O importante é fazer com a magia impere e que as minhas crianças tenham um brilho nos olhos. Porque acreditam no Pai Natal. Porque estão rodeados de pais, tios e primos. Porque se encantam com as luzes da arvore. Porque sabem que têm novos brinquedos, jogos ou livros embrulhados em papeis coloridos. Ou porque, pura e simplesmente, é festa. E eles, como eu, adoram festas. Feliz Natal, crianças do meu coração e da minha vida. ❤

20121224-003514.jpg

Obrigada

20121223-202549.jpg

“Roubei” do facebook do mural de uma amiga. Adorei o cartoon. :)

Asneira: parte III

20121223-175957.jpg

Depois da encomenda on-line de uma cebola (em vez de um quilo) e de quarenta e muitos iogurtes (em vez de doze), saiu a terceira asneira. Desta vez, na Fnac on-line, encontrei o “presente ideal” para o meu querido maridão. A saga completa do “Star Wars”. Demorei um tempão para comprar a prenda mas lá consegui. Na sexta, dia 21, a três dias da véspera do Natal chegou a encomenda. E eis que veio a surpresa. Abri à beira da minha V. e eis que ela diz que a saga é “blue ray”. E nós só temos DVD. Fantástico. Fiquei com uma telha de meia noite e lá fui arranjar uma solução B. Esta fica para trocar ou devolver. Oficialmente sou uma nódoa a fazer compras on line. :)

Scandal

20121223-012128.jpg

Olívia Pope. A líder de uma equipa de advogados que defendem os seus clientes de escândalos. Antiga funcionária da Casa Branca, é peculiar e extremamente eficiente. Vi dois episódios e gostei. Foge das tradicionais séries de advocacia e tem um conjunto de actores muito bom.

Fogueira

20121223-005051.jpg

A passar o primeiro Natal fora da instituição onde estava, o meu sobrinho S. começou com as perguntas. Uma delas, que eu achei deliciosa, foi questionar a mãe acerca de não terem “fogueira” (leia-se lareira) por onde o Pai Natal possa entrar. Claro que lhe foi explicado que o velhinho barbudo e barrigudinho arranja sempre (qual 007) maneira de entregar os presentes aos meninos. Mais uma criança feliz e que vai esperar pelo Pai Natal pela porta ou janela! :)

Peter Pan

20121222-184627.jpg

Imagem

Peter Pan

20121222-184627.jpg

Imagem

Vela

20121222-184156.jpg

Quarta de cinco massagens de oferta. Estão quase no fim. Desta vez de vela. Bem mais agradável o óleo de massagem quente do que as pedras quentes da semana passada. Pela primeira vez, quase que adormeci enquanto a fazia. Cheguei a casa tão mole que fiz uma sesta de uma hora. Soube mesmo bem. Hoje à noite, jantar familiar de aniversário da minha mana R. Mais uma festa. Bem antes do Natal. Parabéns, mana linda! ❤

Previous Older Entries

Facebook

Dezembro 2012
S T Q Q S S D
« Nov   Jan »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31