Santa Cruz, Flores, Açores

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Foto do Dia: 29/Abril

Lagoas da Ilha das Flores

Lagoa Funda das Lages

Lagoa Branca

Lagoa Comprida

Lagoa da Lomba

Lagoa Negra

Lagoa Seca

Foto do dia: 28/Abril

Fechado

Todos os dias acabamos por ir a Santa Cruz, a capital da ilha. Fica a dezoito quilómetros da Aldeia. Na terça-feira resolvemos ir ao aeroporto tratar da papelada para prolongar o aluguer do carro. Chegamos lá e estava… fechado. Chegamos à conclusão que só deve abrir quando há voos. E como esses rareiam por estas bandas, demos literalmente com o nariz na porta! :)

Foto do dia: 27/Abril

Igreja de Santa Cruz

Afonsinho

Peixe. Afonsinho de seu nome. Foi o que nos salvou no primeiro dia da nossa estadia cá. Sexta feira santa. Tudo fechado. Perguntamos à menina do rent-a-car. Com sorte, talvez o Restaurante Pôr do Sol, na Fajãzinha. Sorte?!?! Vai ser preciso sorte para se almoçar por estas bandas? Rumamos à tal Fazãzinha. Claro que paramos quinhentas vezes. É impossível atravessar a ilha de Santa Cruz até à Fazãzinha sem parar. Miradouros, mais miradouros e cascatas. Chegamos ao Pôr do Sol lá para as 13h30. Um senhor sentado a apanhar sol informa que o restaurante está fechado. Os donos estavam em casa. E aponta para a casa. E agora? Tentem a Fajã Grande. E nós lá fomos. Chegamos à terra e tudo fechado. Bonito. Não vamos comer hoje. Encontramos uma esplanada com uma vista estonteante sobre o mar e mais cascatas. Perguntamos se ainda podíamos almoçar. “Vai ser díficil”, foi a resposta. Resolvi apelar. Acabamos de chegar do continente e estamos esfomeados. Pode ser qualquer coisa. Foi à cozinha e voltou. “Pode ser peixe frito?”. Sim! :) Soube-me pela vida. Estava efectivamente bom, mas com aquela fome, tudo me ia parecer uma iguaria.

Foto do dia: 26/Abril

Foto do dia: 25/Abril

Foto do dia: 24/Abril

Aldeia da Cuada: as casas

Aldeia da Cuada. Turismo de Aldeia. Encontrei o site por acaso há uns dois anos. Fiquei apaixonada pelo empreendimento. Marquei finalmente a reserva quando consegui emitir bilhetes a preço aceitável.

Quando cheguei às Flores e estava a caminho da Aldeia, comecei a pensar que me poderia desiludir, Afinal quando nos apaixonamos por fotos, que achamos serem sempre trabalhadas, temos o receio de “o real” não corresponder às expectativas que criamos. Não foi o caso. O casal que criou este projecto está de parabéns. Vimos alguns T-1 e T-2. Todos com pátio exclusivo e jardim. São 16 casas no total. Todas no mesmo estilo rústico, com muitos artigos em patchwork.

As cozinhas estão bem equipadas. Com fogão, frigorífico, torradeira, máquina de café de saco e micro-ondas. Louça, tachos e panos mais do que suficientes. Até varinha mágica tem. Para casais com bebés dá jeito. :)

A nível de limpeza, nada a apontar. Nem uma pontinha de pó em nenhuma das casas. Achei o máximo ao facto de cada casa ter um desumificador. Porque, na “Ilha da Bruma”, convém ter um. É impressionante e inevitável a humidade reinante. A máquina ajuda, e muito, a retirar o excesso de água do ar. E mostra como quem gere a Aldeia da Cuada se preocupa com quem cá se hospeda.

Um excelente local para se ficar! :)

Este slideshow necessita de JavaScript.

Foto do dia: 23/Abril

Ginástica

Este é o empredado que liga todas as casas da Aldeia da Cuada. Há uma estrada de alcatrão que liga a estrada principal à aldeia e a um pequeno parque de estacionamento. Daí desce-se uns 5 metros e encontramos a recepção. Toda as casas se mostram logo à frente. A dona do empreendimento que nos deu as boas vindas e nos mostrou as casas com a maior das simpatias, falou logo em quanto ela fazia ginástica todos os dias às custas destas pedras. A verdade é que, ao fim de dois dias de fazer o percurso umas seis vezes, já sinto os músculos doridos. A senhora diz que não tem pinta de celulite. Eu vou sair daqui tonificada! Melhor ginásio do Mundo! :)

Flores

Natureza em estado puro. Conhecia quatro ilhas dos Açores até há dois dias atrás. Sempre me disseram que esta, as Flores, era mais bonita de todas. Até agora, uma coisa é certa. É a menos turística, e por consequência, sentimos a natureza mais próxima. Como se de repente, fôssemos os primeiros a cá colocar os pés. Há coelhos selvagens a pular em tudo o que é campo. Cascatas lindíssimas a brotar do interior da terra. Lagoas envoltas em bruma. Passáros negros e de bico laranja a planar em frente ao carro. Árvores de todos os tipos de verde. Enormes. É de uma beleza de tirar a respiração. Na primeira noite deitei-me e ouvi as ondas do mar. A alguns quilómetros de distância. Encontrei o paraíso.

Escolhas

Suave ou firme… eis a questão! :)

Recomendável

Hotel Holiday Inn Express Lisbon. Gostei. Os quartos são amplos e modernos. Casa de banho imaculada e grande. Tem chaleira e tudo. O chá soube-me pela vida, depois de um dia de trabalho e três horas de comboio. Aconselho vivamente a quem precise de uma noite em Lisboa, perto do aeroporto, como nós precisamos. O voo era cedo demais para ficar no centro. Tem um shuttle para transportar ao aeroporto. Cinco euros por pessoa. Usamos e funcionou direitinho. Cada quinze minutos, até ao meio dia, sai para o terminal 1. Foi uma boa escolha. :)

Taxi

Chegamos à Gare do Oriente às 23h00 de quinta-feira. Fomos apanhar um taxi. “Boa noite”. Regras de educação básica. O taxista nada disse. Achei estranho. Meteu as malas no carro, entramos e dissemos o destino. Nada. Música a altos berros. Arranca a alta velocidade. E eu a pensar “isto não me está a parecer boa ideia”. Chegamos ao hotel. Nem o valor disse. Apontou para o taxímetro. Paguei. Saí do taxi e o homem foi embora a grande velocidade. Ou seja, cometeu a proeza de não dizer uma única palavra. Fabuloso. Das quinhentas vezes que já apanhei taxis em Lisboa, esta foi a única em que tal me aconteceu. Sem comentários.

Férias

Hoje… às 18h00. :):):):):)

Ricardo Pereira

Olhos lindos. Sorriso fabuloso. Um palmo de cara que faz suspirar muitas mulheres. Tem cara de boa pessoa. Gostei de quando ele namorava com a actriz brasileira Daniele Suzuki. Deviam ter dado filhos bonitos. O lado exótico dela com este pedaço de homem. Mais um hummmm português. :)

Mark and Lexie

Mark e Lexie. Adoro vê-los juntos na “Anatomia de Grey”. Acho que combinam. Que se completam. Adorei o terem juntado o eterno galã com a irmã mais nova da Meredith. E agora andam numa de “estão juntos”, “agora já não” e “talvez estejam”. Torço por esta dupla. Gostava de os ver juntos, a casar e a viver felizes para sempre. Tipo conto de fadas. Aqui está o meu romantismo outra vez. Incorrigível! :)

Previous Older Entries

Facebook

Abril 2011
S T Q Q S S D
« Mar   Maio »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930