Fotografia

Cate Blanchet

Adoro fotos de caras a preto e branco! Este é um exemplo perfeito.

Anúncios
Cinema

“Discurso do Rei”

Fui ver o filme hoje. Gostei muito. É comovente ver a luta de um homem contra a sua gaguez e a força de que necessita para vencer os seus “montros infantis”. Geniais as interpretações do Colin Firth, no papel do filho do Jorge V, e do Geoffrey Rush, terapeuta da fala australiano que é contratado para o ajudar. A história desenvolve-se a bom ritmo. Tem momentos de humor qb. Adorei a cena em que, numa das sessões de tratamento, Bertie desata a dizer palavrões num claro momento de libertação. Creio que irá ficar na memória de todos quantos assistiram ao filme. É engraçado como todos torcemos com ele em cada palavra. Como o ajudamos mentalmente. Isso é o melhor que pode acontecer numa sala de cinema. Esquecermo-nos do mundo real e “entrarmos” de corpo e alma na história que estamos a ver. E a vive-la. Eu senti-me na sala onde já na qualidade de rei, Bertie faz o discurso. E, tal como todos os outros, suspirei de alívio com o sucesso. Só não bati palmas. Era um pouquinho demais. :) Em resumo, amei! :)

Cinema

Noite dos Oscares

Noites dos Oscares. Já de pijama, de café tomado, à espera da noite glamorosa. Adoro tudo. A passadeira vermelha, os vestidos das actrizes, os convidados, o suspence, os discursos e a felicidade dos vencedores. Dos dez filmes nomeados para “melhor filme”, este ano, só vi três. Uma miséria. De qualquer forma, estou a torcer pela Natalie Portman para melhor actriz, Colin Firth para melhor actor e Geoffrey Rush para actor secundário. E “Discurso do Rei”. Dos que vi, foi o meu favorito. Ansiosa. Falta uma hora e meia! :)