Cate Blanchet

Adoro fotos de caras a preto e branco! Este é um exemplo perfeito.

Anúncios

Matthew McConaughey

Just loved this photo! :)

Infantário

Reinando


King Edward VIII: Sorry, I’ve been terribly busy.
King George VI: Doing what?
King Edward VIII: Kinging.

Adorei! :)

“Discurso do Rei”

Fui ver o filme hoje. Gostei muito. É comovente ver a luta de um homem contra a sua gaguez e a força de que necessita para vencer os seus “montros infantis”. Geniais as interpretações do Colin Firth, no papel do filho do Jorge V, e do Geoffrey Rush, terapeuta da fala australiano que é contratado para o ajudar. A história desenvolve-se a bom ritmo. Tem momentos de humor qb. Adorei a cena em que, numa das sessões de tratamento, Bertie desata a dizer palavrões num claro momento de libertação. Creio que irá ficar na memória de todos quantos assistiram ao filme. É engraçado como todos torcemos com ele em cada palavra. Como o ajudamos mentalmente. Isso é o melhor que pode acontecer numa sala de cinema. Esquecermo-nos do mundo real e “entrarmos” de corpo e alma na história que estamos a ver. E a vive-la. Eu senti-me na sala onde já na qualidade de rei, Bertie faz o discurso. E, tal como todos os outros, suspirei de alívio com o sucesso. Só não bati palmas. Era um pouquinho demais. :) Em resumo, amei! :)

Noite dos Oscares

Noites dos Oscares. Já de pijama, de café tomado, à espera da noite glamorosa. Adoro tudo. A passadeira vermelha, os vestidos das actrizes, os convidados, o suspence, os discursos e a felicidade dos vencedores. Dos dez filmes nomeados para “melhor filme”, este ano, só vi três. Uma miséria. De qualquer forma, estou a torcer pela Natalie Portman para melhor actriz, Colin Firth para melhor actor e Geoffrey Rush para actor secundário. E “Discurso do Rei”. Dos que vi, foi o meu favorito. Ansiosa. Falta uma hora e meia! :)

Gosto de… Mini

Eu nunca fui de ligar muito a carros. Não sei o que se passa mas devo estar a transformar-me. Apanho-me a olhar para os mini e adorava ter um. Tenho pena de custarem tanto dinheiro, ou seja, vou continuar a suspirar por um. São lindos! ;)

Calças de ganga

Adoro! São confortáveis, resistentes e dão para (quase) todas as situações. Agora com os meus dois pares de calças de ganga novas, sinto-me mesmo bem. Nada como vestir roupa ajustada aos quilos actuais e que nos assenta bem. Feeling sexy! :)

Livro de instruções

Diz-se que os bebés deviam vir com livro de instruções. Eu vou mais longe. Para nós, adultos, também dava um certo jeito. Afinal de contas, quantas vezes ficamos sem perceber muito bem porque nos sentimos ou reagimos de uma certa forma? Entendermo-nos a nós próprios nem sempre é pêra doce! ;)

José Mourinho

Polémicas à parte, o José Mourinho é um homem bonito. Com charme para dar e vender, a quem dele necessite. Tem um sorriso lindo, que se vê pouco em público. Arrogante ou não, é bom no que faz. E tem lugar na minha lista de “hummmm”. Não é para todos! :)

Dente

Não sai a bem, sai a mal! :)

Bolo de brigadeiro

Ontem tive um jantar de Natal cá em casa. Atrasado mas que soube muito bem. E os meus amigos trouxeram um bolo de brigadeiro. Divinal! Com chocolate derretido dentro. Amei! Obrigada, meus lindos! :)

Plantas

Eu gosto de plantas. Juro que gosto. Só que em jardins e em casa dos outros. Ainda tentei uns anos ter plantas em casa. Cheguei à conclusão que foi realmente uma tentativa frustrada. Não tenho paciência para as regar. Esqueço-me das desgraçadas e elas lá acabam por morrer. Então, neste momento, nada de plantas. Só um vaso de orquídeas, que eu adoro, e que já tem uns cinco anos de existência. Dá flor o ano inteiro. Com uma paragem de alguns meses. Dessas eu gosto! ;)

Actuar

Clint Eastwood

Meu realizador favorito. No que toca, sai magia. Espero ver muitos mais filmes dele.

Angela Montenegro

Angela Montenegro faz parte das personagens da série “Bones”. É a artista da equipa forense que analisa ossos e ajuda a descobrir homicídios. Foi descoberta pela Drª Brennan a fazer caricaturas numa praça e passa a trabalhar para o “Jeffersonian Institute”. Apaixonada, com um sorriso enorme, inteligente e amiga, é das personagens de que mais gosto de ver nas séries televisivas. É exótica. Diferente. Sensual. E ser tudo isto é bom! Alicinha, aprende! :)

Álbuns digitais

No Natal passado ofereci cinco álbuns digitais. Deu-me gozo fazê-los a todos. Este foi o maior. Sessenta páginas com fotos do safari. Adoro fotografar e antes da era da fotografia digital, fazia álbuns com as fotos impressas. Com o avanço da tecnologia, perdeu-se o hábito de as imprimir. Mostra-se aos amigos em conjunto na televisão ou no computador, e de lá não saem. Esporadicamente uma ressalta e é impressa para ir para uma moldura. As restantes continuam em pastas.

Descobri que existem álbuns digitais para todos os tipos e de diversos preços. E, para além de ser divertido “jogar” com a posição de cada uma das fotos na página e com o fundo que se coloca, volta-se a poder tocar e a ver a foto na mão.  Sensação que se foi perdendo. E a recordação fica impressa. Como prenda acho que é uma excelente ideia.

Os álbuns ficam realmente bonitos e com uma qualidade de impressão muito boa. A minha vontade é de, aos poucos, fazer um álbum de cada viagem. O próximo deve ser do Egipto. Temos fotos lindas de lá. :)

Hard choice

I’m trying…

Não gosto de… falta de civismo

Infelizmente encontramos diversas faltas de civismo no nosso dia-a a-dia. Uma delas, e que me está a tirar do sério, é o estacionar o carro como se ele fosse o único carro do planeta. Eu moro num apartamento que possui um parque de estacionamento, mesmo em frente ao prédio, com quatro lugares. Fora os que se encontram numa rua ao lado do prédio e ao lado da porta de acesso às garagens. O problema é que as pessoas só não entram para dentro de casa com o carro porque não podem. E, todos os santos dias, resolvem estacionar o carro no meio do parque. Literalmente no meio. Com lugares disponíveis à frente. Como o meu Ford Fiesta ainda não tem asas e não voa, eu não consigo estacionar à frente do que está mal estacionado. Porque ninguém passa. Isto acontece há anos. Realmente não há paciência para tanta falta de civismo. E de educação. Sim. Porque gente bem educada respeita os outros.

Previous Older Entries

Facebook

Fevereiro 2011
S T Q Q S S D
« Jan   Mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28